Procedimentos Operacionais Padronizados
Vote Agora!

Procedimentos Operacionais Padronizados

O Procedimento Operacional Padrão (POP) é um documento organizacional que traduz o planejamento do trabalho a ser executado,É uma descrição detalhada de todas as medidas necessárias para a realização de uma tarefa.

 

procedimentos-operacionais-padronizados-002

procedimentos-operacionais-padronizados-002

A padronização, praticamente, chegou com a Revolução Industrial ou ao final dela.

Porém ficou claro que oferecer um único carro preto não era suficiente para agradar o consumidor e essa busca pela qualidade do serviço, sem desperdício de tempo e recursos, levou ao desenvolvimento de novos padrões.(procedimentos operacionais padronizados)

As atividades desempenhadas no mundo empresarial envolvem diversos procedimentos que são executados diariamente, e cada um tem suas especificidades.

Independente de seu tamanho ou segmento de atuação, as organizações precisam de normas reguladoras para exercer seus processos, para que tudo saia conforme o padrão de qualidade estabelecido por ela e esperado pelos clientes.(procedimentos operacionais padronizados).

O POP,(procedimentos operacionais padronizados) quanto a sua aplicação, apresenta-se como base para garantir a padronização de tarefas e assegurar aos usuários um serviço ou produto livre de variações indesejáveis na sua qualidade final.

E um dos meios mais utilizados para formalizar tais procedimentos e mudanças é a utilização da ferramenta conhecida como POP – Procedimento Operacional Padronizado (Standard Operating Procedure), que descreve detalhadamente todas as operações necessárias para a realização de uma determinada atividade, funcionando basicamente como um roteiro desta realização.

Ou seja, o procedimentos operacionais padronizados  fornece uma descrição clara e objetiva de como realizar as atividades.

 

procedimentos-operacionais-padronizados-004

procedimentos-operacionais-padronizados-004

Vamos dar algumas dicas de como fazer um POP:(procedimentos operacionais padronizados)

• Quem executa a tarefa deve escrever o procedimento, ele é o dono do processo. Vamos considerar também a motivação dada ao agente de segurança pública, fazendo com que se sinta parte integrante do Sistema e que as diretrizes desse Sistema não venham impostas pela alta direção, mas que decorra da sua participação;

• Reúna grupos de trabalho para pesquisarem e discutirem sobre o assunto (pessoas que estão envolvidas na produção do serviço);

• Transcreva tudo que é feito em um papel e depois enumere o que foi escrito em ordem crescente.

• Evite copiar procedimentos que já foram escritos por outras organizações, pois isso poderá viciar o seu trabalho;

• Dê um nome ao seu procedimento – assim ele poderá ser associado a um processo;

• Material necessário – nesse campo citar todos os materiais imprescindíveis para a execução do procedimento (cordas, mosquetões, oito, armamento, EPI…)

• Dê um número ao seu procedimento – assim ele estará inserido dentro de uma sequência, com outros procedimentos,

• Estabeleça uma data – é necessário registrar o dia em que o procedimento foi adotado como padrão;

• Mantenha o controle de revisão – registrar a data em que a última revisão foi feita, o POP pode sofrer atualizações, porém, todas deverão ser registradas e controladas para garantir a lisura do procedimento;

• O número de ordem de sua última revisão – os procedimentos deverão ter registrado o número da revisão que está vigendo, em um campo apropriado no formulário; (ex: 1ª, 2ª ou 3ª revisão)

• Quem é o responsável – o responsável deve ser indicado no procedimento-padrão, (ex: Piloto, co-piloto, Tripulante, médico…);

• Descreva as atividades críticas – dentre as tarefas descritas, no procedimento, destacar as que poderão gerar prejuízo aos resultados esperados pelo processo, caso não sejam observadas;

• Descreva a seqüência das ações – descrever todas as tarefas necessárias para que o procedimento seja realizado como um todo, em ordem seqüencial de ações, orientando o operador;

• Resultados esperados – descrever o que se espera com a execução do referido procedimento;

• Ações corretivas – estão relacionadas à previsão de possíveis erros a serem cometidos na execução do procedimento, ações de correção devem ser previstas pelo instrumento de padronização;

• Possibilidades de erro – conforme estatísticas e levantamentos e com base na experiência dos profissionais que já executaram tarefas semelhantes, procure relacionar as ações ou situações comuns de erros na execução do procedimento descrito;

• Os esclarecimentos – algumas ações descritas no procedimento, como uso de equipamentos, ou outros que serão condutores do agente de segurança pública ao sucesso na execução do padrão, aqui você pode apresentar textos, filmes, desenhos, fotografias, esquemas ou outro recurso adequado, para melhorar o entendimento do procedimento e que a ele serão anexados, após aprovados;

• Diagnóstico do Trabalho – Estabeleça pelo menos cinco perguntas que vão permitir avaliar se o procedimento foi realizado corretamente ou não, para definir essas perguntas, dê foco ao item “Atividades Críticas” do procedimento; (lembraremos de item quando falarmos de supervisão)

• Doutrina Operacional ou Legislação – indique a doutrina e/ou legislação relacionados ao processo (procedimento), citando-os de forma bibliográfica, detalhando-se a página da obra ou artigo da lei; demonstrando que o procedimento escrito é fruto de um trabalho intelectual, com base nas normas vigentes e experiência acumulada ao longo de anos de trabalho prático.(procedimentos  operacionais padronizados).

 

 

 

No Comment

You can post first response comment.

Leave A Comment

Please enter your name. Please enter an valid email address. Please enter a message.