Lista de equipamentos necessários para um restaurante self service

Está pensando em montar um estabelecimento alimentício? Já parou para analisar o que é necessário para concretizar sua ideia? Ponto comercial, recursos humanos, fornecedor, profissionais da área da nutrição, alvará da Vigilância Sanitária, entre tantos outros aspectos que compõem um local que serve refeições. Nesse post, em especial, falaremos sobre os equipamentos necessários para um restaurante self service.

Afinal, sem os equipamentos corretos, a cozinha não funciona. Ainda mais em um restaurante onde os clientes se servem, é preciso escolher conscientemente os equipamentos, a fim de aumentar a sua produtividade, evitar desperdício e diminuir os riscos de contaminação. Lembre-se que comida exposta sem controle higiênico e de temperatura é um convite às bactérias!

O diferencial em um restaurante self service

Nesse tipo de restaurante, o cliente coloca a própria comida no prato e o valor, normalmente, é determinado pelo peso do prato. Esse sistema de atendimento é o oposto aos tradicionais à la carte e, no Brasil, costuma ser chamado de “restaurante por quilo”.

Como os pratos não saem direto da cozinha para a mesa do cliente, existem equipamentos intermediários, que permitem esse autosserviço. A estrutura, então, envolve também os balcões térmicos, onde os alimentos são servidos.

Apesar de exigir um investimento maior, esse tipo de restaurante atrai diversos clientes pela sua praticidade. Cada um come o quanto deseja e escolhe o que vai comer.

Aqui vai saber todos os equipamentos necessários para montar um restaurante Self Service

Como escolher bons equipamentos

Conte com a ajuda de uma nutricionista para definir quais equipamentos serão necessários, assim como para entender qual tamanho, capacidade e modelo é o mais viável. Servir 10 tipos diferentes de prato por dia é bem diferente que servir 40.

Estude a sua estrutura para não comprar equipamentos em exagero ou, então, pecar pela falta deles. Uma cozinha precisa ter um fluxo contínuo e organizado, por isso, a disposição e o tamanho dos equipamentos deve colaborar para tal característica

Antes de tomar quaisquer decisões, compare preços, pesquise referências e se pergunte como aquele equipamento irá facilitar a vida dos seus funcionários ou otimizar a rotina dentro da cozinha. Conheça também o que a legislação diz a respeito do seu tipo de restaurante. Quais são as exigências estruturais e de funcionamento?

 

A importância da manutenção

Mas de nada adianta escolher bons equipamentos, se você não realiza a manutenção adequada. Dentro de uma cozinha, o utensílio mais simples, como uma colher, até o forno combinado estão sujeitos a impactos, alterações de temperatura, falhas humanas e acidentes. Cuide bem dos seus equipamentos para que eles durem mais tempo.

Converse com a indústria que o produziu para compreender as especificações e eduque os seus funcionários. Espalhe cartazes sobre a importância de tomar cuidado com os equipamentos e como qualquer problema poderá afetar toda a estrutura da cozinha.

Em seu Manual de Boas Práticas, inclua POPs sobre a higienização correta, além de planilha de controles. Saiba quando foi a última manutenção, o que realizaram, quais as reclamações, os updates, entre outras informações relevantes.

Equipamentos bem cuidados melhoram a qualidade do trabalho!

 

Lista de equipamentos necessários para um restaurante self service

Agora que você sabe a importância de escolher bem os seus equipamentos, vamos a lista daqueles necessários em um restaurante self service. Cada negócio tem a sua particularidade, mas, com essa lista,  é possível começar a trilhar um bom caminho.

Dentro da cozinha

  • Fornos;
  • Liquidificador;
  • Batedeira industrial;
  • Caldeirões;
  • Fritadeira;
  • Cubas;
  • Descascadores;
  • Fogão industrial;
  • Freezer;
  • Frigideira;
  • Multiprocessador;
  • Chapa para grelhar;
  • Coifa;
  • Gabinetes refrigerados;
  • Pass Through;
  • Bancadas em aço inox;
  • Moedor de carne;
  • Espremedor industrial.

Na área de distribuição

  • Balcão térmico quente;
  • Balcão térmico frio;
  • Balança;
  • Termômetro;
  • Carros térmicos;
  • Bebedouros;
  • Refresqueira;
  • Pia para lavar as mãos;
  • Balcão de pagamento;
  • Exaustores e climatizadores;
  • Mesas de serviço.

Esses são alguns dos equipamentos necessários para um restaurante self service. Além disso, há utensílios e outros objetos que complementam as atividades diárias. Aqui é só um resumo dos principais.

 

O preço dos equipamentos

Um termômetro digital está em torno de R$100, enquanto um carro self service frio com 4 bocas, R$1000. Os preços divergem muito dependendo do tipo de equipamento, da marca e das inovações tecnológicas.

A maioria das pessoas investe em torno de R$30 mil a R$50 mil em equipamentos para restaurantes. Mas, calma, não se assuste! Faça um planejamento financeiro bem detalhado e, sempre, pesquise e compare. Dessa forma, você faz boas escolhas, sem prejudicar o seu bolso ou a produção de alimentos.

Em São Paulo, você encontrará bons equipamentos para cozinha na Rua Paula Sousa.

O que diz a legislação

Em relação a legislação, a portaria 2619/11, de São Paulo, diz o seguinte na seção que se refere à distribuição:

  • 20. Os alimentos perecíveis das cadeias fria e quente devem ser mantidos em equipamentos próprios que permitam a manutenção das temperaturas indicadas para cada uma das categorias de produtos.
  • 21. Os alimentos das cadeias fria e quente devem ser dispostos de forma organizada, sem sobreposições, em recipientes de tamanhos compatíveis com as dimensões dos equipamentos e de forma que as temperaturas indicadas para a conservação dos alimentos sejam mantidas em todas as partes dos produtos.
  • 22. O balcão térmico deve estar limpo, com água tratada e limpa, trocada diariamente, mantida a temperaturas entre 80ºC e 90ºC. As cubas devem ter dimensões compatíveis com o equipamento de forma que o fundo de todas as cubas atinja a água aquecida.
  • 24. Os pratos prontos e os alimentos perecíveis expostos para o consumo ou em espera para a distribuição devem permanecer protegidos de contaminações e sob controle de temperatura e tempo, segundo os seguintes critérios e parâmetros:
    I. Alimentos quentes:
    a) Em temperaturas superiores a 60ºC, por no máximo por 6 horas;
    b) Em temperaturas abaixo de 60ºC, por no máximo por 1 hora.
    II. Alimentos frios, que dependam somente da temperatura para a sua conservação:
    a) Até 10ºC, por no máximo 4 horas;
    b) Entre 10ºC e 21ºC, por no máximo 2 horas. Exceto preparações com pescados e carnes cruas.

Considere que ter os equipamentos certos é um passo para se adequar a legislação e garantir a segurança dos alimentos. Além disso, você agiliza os processos, reduz custos a longo prazo e faz jus ao empreendimento que escolheu ter.

Se você quer ter um panorama mais completo sobre os equipamentos necessários para um restaurante self service, entre em contato com a Nutri Mix! Nós podemos te ajudar em seu planejamento ou reestruturação.

Equipamentos necessários para restaurante self service
5 (100%) 15 votes