Acerte ao montar um cardápio para lanchonete

Como montar cardápio para Lanchonete? Se em casa a tarefa de planejar um menu semanal ou mensal é complicada, imagine pensar no cardápio de um estabelecimento que irá atender diferentes pessoas, com gostos diversos. Será, então, que existe uma maneira de agradar a todos ao montar o cardápio para uma lanchonete?

A resposta para essa pergunta, talvez, não exista. Agradar ao paladar de todos é praticamente impossível. O que você, dono de uma lanchonete, consegue fazer é montar um cardápio equilibrado, com opções versáteis, que podem ser adaptadas ao gosto de cada cliente. Nesse post, te mostraremos como.

O papel da lanchonete no dia a dia

O dicionário define a palavra lanchonete como: lugar onde se fabrica e vendem-se lanches, sanduíches, refeições rápidas e normalmente possui um mostrador ou balcão. Isso nos dá uma boa ideia do que iremos encontrar ou não em uma lanchonete.

Esse tipo de estabelecimento alimentício surgiu justamente para facilitar o dia a dia. Em meio a correria das obrigações diárias, nem sempre é possível tirar um tempo para apreciar uma refeição caseira e fresquinha.

Uma lanchonete atende às necessidades criadas pela distância do trabalho, a falta de tempo e até mesmo pelos maus hábitos alimentares. A ideia de uma lanchonete não é oferecer uma refeição completa nutricionalmente e 100% natural. O cardápio precisa fazer jus a sua definição: ser rápido, prático e gostoso.

Saiba como montar o seu cardápio para o estabelecimento

Como montar cardápio

Você, no entanto, como qualquer outro restaurante ou UAN, se responsabiliza pela segurança do alimento e a sua qualidade nutricional. Suas práticas devem controlar qualquer contaminação e instigar uma alimentação mais saudável. Se um salgadinho pode ser assado, não há porquê fazê-lo frito, não é mesmo?

O que levar em consideração ao montar um cardápio para lanchonete

Cada estabelecimento é diferente. Algumas lanchonetes são maiores, mais conceituais e com um vasto cardápio. Outras são mais simples, com poucas pessoas trabalhando e sem tanto espaço de armazenamento. Você não pode sonhar alto e esquecer dos recursos que têm ao seu alcance. O cardápio deve atender às necessidades e, ao mesmo tempo, respeitar os seus limites.

Apostamos que você gastou um bom tempo montando um plano de negócio para o seu empreendimento. O mesmo planejamento deve ser aplicado ao seu cardápio, afinal, ele corresponde a uma grande porcentagem das suas chances de fazer sucesso. Se as pessoas gostam da comida, elas voltam. Se não, procuram outro lugar.

Abaixo, listamos alguns dos itens que você deve levar em consideração para montar o cardápio da sua lanchonete:

1) Os clientes

Quem são os seus clientes? Qual é o seu público alvo? Você é um lugar family friendly ou pet friendly? Fica nos arredores de uma escola ou igreja? Abre no período da madrugada? Tem uma temática específica?

Cada cliente tem um perfil. Jovens adultos saindo de uma balada têm preferências bem diferentes das crianças no horário de saída da escola. Você não deve pensar no seus gostos pessoais, e, sim, fazer um estudo sobre a sua clientela para entender o que é aceito ou não.

2) O espaço

Se a sua cozinha é pequena não adianta querer montar um cardápio extenso. O mesmo vale para o seu balcão de exposição. Em primeiro lugar, priorize o aspecto higiênico-sanitário. Não considere itens que precisam de armazenamento frio se você não tem uma geladeira grande o suficiente para tal.

3) Os equipamentos

Que tipo de equipamento você tem à disposição? Uma geladeira, freezer e fogão? Batedeira, liquidificador e processador? Equipamentos avançados melhoram a produtividade, mas é importante incluir no cardápio apenas itens que você consiga produzir usando o que já têm em mãos.

4) A mão de obra

Itens de confeitaria fina exigem muito cuidado, tempo e habilidade. Se você não tem a mão de obra, o equipamento e o espaço para isso, por que colocar um macaron ou mil folhas de sobremesa? Lembre-se de que seus funcionários não são máquinas. Eles têm apenas duas mãos para exercer a sua função. Simplifique a vida deles e a sua.

5) O orçamento

Quem não tem muito para gastar, vai de mozarela, não de queijo brie. Não queira abraçar o mundo e falir o seu negócio. Separe uma boa porcentagem do orçamento para a aquisição de bons alimentos, mas saiba fazer escolhas inteligentes para aproveitar o máximo desse valor e, ainda assim, oferecer refeições gostosas e criativas.

como Montar o seu cardápio

Montar cardápio de lanchonete

Dicas práticas para montar um cardápio para lanchonete 

Agora que você estudou e entendeu melhor seu estabelecimento, separamos algumas dicas práticas para aplicar no seu cardápio:

1) Dê uma atenção especial para as bebidas

Oferecer apenas suco de latinha e refrigerante é um erro. Tenha, pelo menos, duas opções de suco natural e algumas de polpa. Sucos detox também são uma boa para atrair um público mais preocupado com a saúde.

Ah, e um cafezinho depois do lanche sempre vai bem, não é? Você pode oferecer um café simples de cortesia e ter chás e cafés mais elaborados no cardápio.

2) Não se esqueça dos vegetarianos e veganos

Esse é um público em constante crescimento que, infelizmente, ainda tem bastante dificuldade de se alimentar na rua. Mostre que você se preocupa com esse tipo de cliente e tenha uma opção de lanche ou salgado sem carne e, quem sabe, alguma opção vegana, sem nada de origem animal. Caso você não saiba como colocar a mão na massa, fazer parceria com outra empresa vegana é uma boa ideia.

3) Tenha opções saudáveis

Salada de frutas, salada verde fresca no potinho, iogurte natural, salgados com massa integral ou um cupcake fit. As opções são inúmeras quando se fala de um cardápio de lanchonete saudável. Descubra o que a sua clientela prefere e tenha essa opção disponível para aqueles que não acordaram no clima da coxinha.

4) Ofereça algumas opções de pratos comerciais

Você não precisa oferecer arroz, feijão, farofa, bife e batata frita, mas é interessante incluir alguma refeição que sustente por mais tempo aqueles que precisam de um almoço rápido. Dentre essas opções, podemos citar um omelete, tapiocas recheadas e wraps. Você ainda pode variar dependendo da estação, oferecendo saladas compostas no verão e caldos no inverno.

5) Aposte em sobremesas para levar

Optar por sobremesas no potinho ou embalagens delicadas para levar é uma forma de aumentar o seu lucro, afinal, quem procura por uma lanchonete quer algo rápido e, dificilmente, terá tempo para esperar uma sobremesa feita na hora. Para chamar a atenção, aposte em doces da “moda”, como coxinha de brigadeiro com morango, o famoso bolo arco íris e bombons e cupcakes decorados com temas lúdicos.

Além dos clássicos, bolo, brigadeiro e mousse, você pode incluir a versão em miniatura de doces mais complexos, como alfajor, reese’s, bem casado e quindim. Lembre-se que nem todos gostam de chocolate, por isso, é legal ter uma opção com frutas.

Viu só como não é tão complicado acertar ao montar um cardápio para lanchonete? Com essas dicas, você vai agradar a maioria dos seus clientes, aumentar o lucro e melhorar a reputação do seu estabelecimento. Se precisar de uma ajuda profissional, conte com o serviço de elaboração de cardápios da Nutri Mix!

Montar um Cardápio para Lanchonete
5 (100%) 22 votes